15 julho 2006

Manhã de Lua

Que cor estranha de amanhecer
cor de bola-de-fogo reluzente
para aquecer a cidade gelada
e queimar-lhe os horrores e dores
diuturnos

Relâmpagos cortam o horizonte
tomado por um cinza-chumbo
apocalíptico.

É o caos!

A chuva lavou a cidade para seu derradeiro fim

A luz amarela fica cada vez mais
forte
o horizonte-chumbo cada vez mais
próximo
o fim cada vez mais
real
enquanto humanos-formiga
zumbizando pelas ruas
dirigem-se à morte cotidiana

------------------------------------------------

De repente, o amarelo torna-se
violeta
que torna-se
lilás
reanimando o dia de céu
enraivecido
de face reluzente, sem
ouvir o estampido

e as formigas-zumbis
continuam seu caminho
enquanto o horizonte-limbo se apresenta
cada vez mais
próximo

-------------------------------------------------

Tipim fica aguardando a água da
chuva
para lavar os pensamentos da noite
imunda
e observar os raios que poderiam rachar-lhe a
cuca


Vêm as primeiras gotas da chuva
umedecer a rua soturna


Keila Sgobi
11/07/2006


(Copyleft)

16 comentários:

  1. Até parece o dia-a-dia...

    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. cores e luzes dançam em meus olhos...
    obrigado!

    ResponderExcluir
  3. , que bom o dia se reanimou. e assim reanimar as pessoas e seus cotidianos...

    |abraços meus|

    ResponderExcluir
  4. lindo não fim. gostei mesmo.
    :)
    beixos.

    ResponderExcluir
  5. Concordo com a Czarina!

    Eita que a mulé tá se soltando!!

    Avante, poeta!


    Como de costume, recorto o que vibra mais forte seu em meu ler-olhar-sentir:


    " chuva lavou a cidade para seu derradeiro fim

    A luz amarela fica cada vez mais
    forte
    o horizonte-chumbo cada vez mais
    próximo
    o fim cada vez mais
    real
    enquanto humanos-formiga
    zumbizando pelas ruas
    dirigem-se à morte cotidiana"



    "Tipim fica aguardando a água da
    chuva
    para lavar os pensamentos da noite
    imunda
    e observar os raios que poderiam rachar-lhe a
    cuca"


    Beijos de chuva dispersando em sorrisos coloridos de anjos dependurados arcoirisamente!

    REMO.

    ResponderExcluir
  6. Aí: manda seu msn em comentário lá na minha página, que eu o recebo antes por email, te adiciono e, obviamente, não publico ele. Feito assim?


    Beijos!!

    REMO.

    ResponderExcluir
  7. Grandiloqüências em gotas de verão, orvalho, será?

    Concordo com meu amigo-poeta Remo quanto aos pontos altos do poema. A eles, somo o título que é qualquer coisa de.

    Parabéns!!


    Com o carinho lírico da

    [Clévia]

    ResponderExcluir
  8. E nem a chuva acorda as formiguinhas...
    Nem o céu zangado
    Nem essas manhãs sem fim.
    É um ambiente viciado
    Mas tão delicado
    Que poema deixa que termine assim.

    Estrelas.

    ResponderExcluir
  9. Olha, eu tive q apagar seu comentário para preservar o email.

    Poeta correto.

    Mas aposto que a Mariclau (que, inclusive, já postou lá) gostaria de ver seu comentário sobre.


    Beijos!!

    REMO.

    PS: Você costuma entrar no msn?

    ResponderExcluir
  10. às vezes devemos renovar até mesmo as maneiras que encontramos para renovarmos nós mesmos.

    ResponderExcluir
  11. Oh! Aurora plúmbea...

    Keila! Posso pegar alguns pedaços desse teu escrito? (Juro que pago o copyleft!) =P

    Bjo!

    ResponderExcluir
  12. Fico feliz em saber que se dispôs a caminhar comigo! Esse é um escrito ímpar dentre todos os meus... São vários poemas em 1! (Acho que eu devia tê-lo quebrado em partes... Ficava mais interessante...) Nunca mais consegui escrever um desse tamanho!

    "Através de você, enxerguei a areia. As lágrimas as tiraram de meus olhos e coração"... Achei tão bacana, isso... Fiquei até ligeiramente comovido... Tentei chorar e não consegui...

    Bom saber que me autoriza a coletar alguns fragmentos deste teu escrito! Eu havia começado um escrito com idéia(s) parecida(s)... Mas vc a(s) colocou aqui de tal forma, que... Me deslumbrei!

    Ainda verás o resultado!

    Bjo!

    ResponderExcluir
  13. Manhã de poesia e cores... Belíssimo!

    Beijos...
    :)

    ResponderExcluir
  14. pequenas dores, pequenos amores...
    ainda preparada apenas para pequenas mudanças.
    mas a dica é válida.
    obrigada pela visita.
    gostei do que vi por aqui.
    abraço! boa semana!

    ResponderExcluir
  15. Bela versão
    da história da civilização!

    bjão
    Leandrão
    (o excessivamente rimador... :P)

    ResponderExcluir