05 dezembro 2006

50 anos...

meio século de confusões,
encontros e desencontros
certezas e incertezas
caminhos e descaminhos que se cruzaram e descruzaram vezes e mais vezes...

meio século que desacreditamos
: os pais sempre têm 35 anos
para sempre

só as fotos desmentem os cachos que enxergamos
a fartura de cabelos pelo couro
o corpo arredontamente longilíneo

uma distorção da realidade com raízes na nossa infância
de violões e bicicletas e chocolates e suspresas...
e músicas...
e churrascos...
e lutas e ajudas e buscas

uma vida que não existiria sem todas as outras
tantas outras que não existiriam sem esta vida

e este foi apenas um pequeno recorte deste caminho cheio de pedras
de chão batido ou estrelado
parte dele sabemos que está aí dentro
e que faz parte de nossos caminhos


e com o seu,
os nossos nunca mais serão os mesmos...


Keila Sgobi

homenagem ao meu pai em virtude de seu meio-centenário: 05/12/2006

13 comentários:

  1. Keilinha!
    Linda, essa homenagem ao teu father! Showzaço-de-bola!

    E, de fato, os pais tem 35 anos pra sempre!

    =*

    ResponderExcluir
  2. Linda!

    Homenagem tão quente ao pilar das tuas primeiras palavras, quando resolveram ser versos!

    Parabéns ao papai, e muitos outros anos de 35.


    **Estrelas muitas**

    ResponderExcluir
  3. belíssima homenagem!
    novão seu pai, hein?

    ResponderExcluir
  4. Que linda homenagem! Imagino como ele deve ter se emocionado! E com certeza não foi a única vez...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Homenagem sensível, com palavras cheias de vida.

    ResponderExcluir
  6. Anônimo13:41

    FERNANDO GUERRERO
    MUITO BOM TEU BLOG, SE PUDER VISITA O MEU E DIZ QUE ACHO, VALEU
    http://ferrero.uniblog.com.br/

    ResponderExcluir
  7. , reconhece, inda nos mostra quem é seu pai. grande!
    , parabéns a ele e a você!!
    |beijos meus|

    ResponderExcluir
  8. Vou usar minha frase pronta que posto quando gosto do que leio, mas me faltam palavras:

    "Não sei escrever poemas, só sei gostar."

    Baccios

    Toro/Takren

    ResponderExcluir
  9. Oiê Keila,

    Linda homenagem, parabéns para o pai. Beijos em ambos...

    ResponderExcluir
  10. Que fofo isso! Gostoso um poema em homenagem pro pai... adorei esse amor exposto à prova...

    bjos meus.

    ResponderExcluir
  11. Anônimo16:43

    Que belo!!!

    Um beijo, dear...
    :)

    ResponderExcluir
  12. Oi - que Natal e 2007 tenham as coisas legais pra você e que cada vez mais as coisas da alma se revelem. Riodaquiaí + beijo paulo vigu

    ResponderExcluir
  13. Belíssimo e, não duvido, merecido!!!

    Que fez uma filha porreta de querida!

    ResponderExcluir