21 outubro 2006

resignação

Ouço teu poema cabisbaixa
Temendo ver em teus olhos
Que não sou a pessoa amada


Keila Sgobi
12/09/2006

13 comentários:

  1. não olhar nos olhos não impede que o som da palavra pique o coração...pois é...

    acho que as palavras atingem o coração pelos poros, não é preciso nem vê-las ou ouvi-las pra saber que elas esão pulsando em outro peito

    um sorriso de admiração por vc!
    Angélica

    ResponderExcluir
  2. Nussa, que dor-no-peito!

    :(

    Beijinhos, dear...

    :)

    ResponderExcluir
  3. Keila, os corações mais humilhados são os mais propícios a encerrarem os mais valiosos tesouros. Poderia passar batido pelas suas palavras, mas tenho-a com carinho em meu peito, e compreendo-a com cumplicidade, embora não esteja passando por angústias no momento. Mas é certo que sou consciente de minha condição fragilíssima, por isso gostaria de transmiti-la de coração uma frase de uma canção que ouvi hoje: "pra Deus não existe impossíveis". Sei de sua resistência quanto ao reconhecimento de Jesus, também porque tem convicções outras, como os princípios anarquistas e tudo mais, mas nunca é demais falar e ouvir sobe o que nos é superior de verdade.
    Permita-me dizer uma outra coisa que não tem muito a ver com o que escrevi logo acima, Keila: sabe o amigo da Débora que foi ao nosso encontro literário, o Anderson? Então, ele gostou pra caramba de você.
    Té mais ler!

    ResponderExcluir
  4. Leio o que você pensa e vice-versa. Nao tem olho. Nao, tem. Pouco. Precisa de mais? Nao. Basta. Basta pra saber que é suficiente. Um amor você já tem.

    ResponderExcluir
  5. Keila, depois entra na página do Moacir Caetano e perceberá que seu maravilhoso poema do Jaraguá fez a cabeça do menino...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Resignação... Gosto desse tema...

    ResponderExcluir
  7. temor que invade o peito
    sufoca
    sufoca
    sufoca...

    ResponderExcluir
  8. , ouça a pessoa amada...
    |beijos meus|

    ResponderExcluir
  9. Nossa - doído!!!


    Beijinho!!

    REMO.

    ResponderExcluir