26 janeiro 2006

Dia dos vendados

(em resposta do Dia dos Namorados - Octávio Roggiero)

com sua propaganda
capitalisticamente
pegajosa
o dia dos namorados se torna
mais uma data
dispendiosa
- e melosa.

12/06/2005

(Copyleft)

4 comentários:

  1. "Prefiro acreditar que poetas não querem ser amados, pois a dor é o alimento de sua alma"

    Amém
    (risos...)

    beijãonocê, menina!

    ResponderExcluir
  2. De repente, você só tá querendo a pessoa errada.

    ResponderExcluir
  3. No momento, eu digo que concordo!
    Mas, no momento, estou solteiro... E, sendo assim, sou suspeito!
    Sabe uma coisa engraçada? (Óbvia, talvez... Eu acho engraçada!) Nunca vi um ser humano olhar esse dia-dos-namorados sob esse ponto-de-vista... Se no momento têm um(a) namorado(a)! Será que existe? Namorados que não deixam de ver o dia-dos-namorados como mais um culto ao capitalismo? Acho que não... O Amor é cego, a Paixão é surda... Mas o mundo é dos espertos! E os homens-do-capitalismo são muito espertos...

    ResponderExcluir
  4. "Hoje feito cego, cheiro no vento, a melhor direção a seguir".
    AbraçoDasMontanhas.

    ResponderExcluir